As geadas que aconteceram no Paraná impactaram muito as lavouras da segunda safra de milho. Especialmente nas regiões oeste e norte do estado, as perdas de produtividade devem ser muito grandes.

Segundo o presidente da Aprosoja Paraná, Márcio Bonesi, as lavouras nessas regiões estavam mais atrasadas e mais suscetíveis aos estragos das geadas. Com isso, as perdas nessas áreas devem rondar os 80%.

Para uma avaliação mais completa no estado todo ainda será preciso mais alguns dias. A liderança aponta que as perdas já eram estimadas em cerca de 30% devido a falta de chuva e, com certeza, serão ainda maiores.

Diante dessa realidade, a recomendação do presidente é que os produtores procurem as cooperativas e empresas com quem fecharam contratos para buscar renegociação já que não haverá grãos suficientes para anteder todos os contratos.

Outra preocupação destacada por Bonesi é a curta janela que estará disponível entre o fim da colheita do milho e o início do plantio da soja, deixando pouco tempo para os produtores realizarem correções no solo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui