Hemepar,doação de sangue. Curitiba,06/06/2017 Foto:Venilton Küchler

Segundo a Secretaria estadual da Saúde, com o enfrentamento da pandemia o número de doações de sangue tem diminuído. Em Curitiba, nesta quarta-feira (25), a unidade do Hemepar estará decorada com faixas e haverá uma distribuição de lembrancinhas com a classificação dos doadores e receptores de sangue por tipo sanguíneo.

A Secretaria de Estado da Saúde celebra nesta quarta-feira (25) o Dia Nacional do Doador de Sangue, ressaltando a importância deste ato de amor e solidariedade.

“Devido ao enfrentamento da pandemia, percebemos que o número de doações tem diminuído. Por isso, mais do que nunca, nesta data gostaríamos de agradecer as doações e solicitar que quem puder que faça a doação e nos ajude a continuar salvando vidas”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A Secretaria da Saúde investiu mais de R$ 19,3 milhões na rede Hemepar somente este ano, contemplando a compra de equipamentos, kits de coleta e exames, de sorologia, kits para identificação de anticorpos IgG do Covid (para a produção de plasma hiperimune), insumos gerais, pesquisa, inovação e tecnologia.
Nos últimos três anos, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) tem registrado queda no número de candidatos à doação de sangue. Entre 2018 e 2020 no período de 1º de janeiro a 31 de outubro, a unidade notou uma queda de mais de 13% no número de bolsas coletadas.
A diretora do Hemepar, Liana Labres de Souza, explica a preocupação com esta diminuição nas doações.

“Embora estejamos em meio a uma pandemia, lembramos que os tratamentos para câncer, transplantes, doença falciforme e talassemia não foram interrompidos neste período. Estes pacientes necessitam de doações constantes para dar continuidade ao tratamento. Quando o estoque fica baixo é muito preocupante”, disse.

Além disso, com a queda do isolamento domiciliar e maior número de pessoas circulando nas ruas, a demanda por bolsas de sangue para atendimento a pacientes de trauma tem aumentado em todos os hospitais do Estado.

“Nossa necessidade é diária. Se recebemos menos doações em um dia, isto impacta em toda a rede. Sempre haverá alguém precisando de sangue, seja por uma cirurgia ou para tratamento de uma doença. Precisamos que os paranaenses continuem sendo solidários e nos ajudem a manter nossos estoques”, acrescentou a diretora.

DOAÇÃO SEGURA – Para evitar filas e aglomerações, o Hemepar adotou o sistema de agendamento online. Com isso, as pessoas podem continuar doando, de maneira segura, simples e rápida.

Os agendamentos podem ser feitos neste link. (www.saude.pr.gov.br/Pagina/Doacao-de-Sangue)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui