Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministro Abraham Weintraub, da Educação, anuncia saída do cargo em video ao lado do presidente Bolsonaro.
Como ministro permaneceu 14 meses e deixará MEC após sequência de crises com outras instituições e declarações polêmicas em que, por exemplo, ofende chineses e chama ministros do STF de ‘vagabundos’.

Weintraub anunciou nesta quinta-feira (18) que deixará o cargo. A informação foi dada em um vídeo publicado pelo próprio Weintraub, em que o ministro aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro e lê um texto de despedida.

“É um momento difícil, todos os meus compromissos de campanha continuam de pé. Busco implementá-lo da melhor forma possível. A confiança você não compra, você adquire. Todos que estão nos ouvindo agora são maiores de idade, sabem o que o Brasil está passando. E o momento é de confiança. Jamais deixaremos de lutar por liberdade. Eu faço o que o povo quiser”, afirma Bolsonaro no vídeo.

Weintraub assumiu o cargo em abril de 2019, após a saída de Ricardo Vélez Rodríguez, e permaneceu no posto por 14 meses. No período, acumulou desafetos e disputas públicas com diversos grupos sociais – entre eles, a comunidade judaica e a representação da China no Brasil.

“Neste momento, eu não quero discutir os motivos da minha saída, não cabe. O importante é dizer que eu recebi o convite para ser diretor de um banco. Já fui diretor de um banco no passado. Volto ao mesmo cargo, porém no Banco Mundial”. Afirma Weintraub.

Antes de sua saída, como golpe final, Weintraub revogou portaria que estipulava a reserva de vagas em programas de pós-graduação de instituições federais de ensino superior, em vigor desde 2016, reduzindo ainda mais os direitos das minorias no País.

O governo ainda não anunciou um substituto para a pasta.

A saída ocorre mais uma vez durante uma crise nacional provocada pelo novo coronavírus, acompanhando a situação da saída dos ex-ministros da segurança pública e da saúde.

Com informações do Correio Braziliense, G1 e UOL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui