O Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA), nesta terça (4), trouxe um resultado preocupante.

Na vizinha cidade de Apucarana os casos saltaram de 9 para 16 em apenas uma semana. E ainda há outros 21 em investigação.

O município de Califórnia tem dois casos em investigação lembrando que, no início do ano epidemiológico, um caso foi registrado na cidade.

A situação é ainda mais alarmante quando vemos a situação do Estado do Paraná. No Estado os casos saltaram de 10.882 na semana passada, para 14.697 nesta semana. 3.815 novos casos em uma semana, mais de 30% de aumento em relação ao último boletim emitido na semana anterior.

A 14ª Regional de Saúde de Paranavaí tem o maior número de casos, chegando a 4.602 .

O município de Paranavaí, que na semana passada tinha 806 casos, saltou agora para 1.388. Há ainda outros 1.664 em investigação. A população de Paranavaí passa de 80 mil habitantes.

Na mesma regional temos Santa Isabel do Ivaí, que tem uma população de 8.603 habitantes e 1.376 casos confirmados.

Na 15ª Regional de Saúde o município de Colorado alcançou a marca de 1.086 casos, seguido de Maringá com 546. Em Maringá há outros 1.006 sendo investigados.

Na 17ª Regional de Saúde de Londrina, Florestópolis é o município com maior índice de casos confirmados, são 504 para uma população de pouco mais de 10 mil habitantes. Este é seguido por Londrina que já confirmou 489 e tem outros 2.221 em investigação.

A maneira mais eficaz de se conter a doença é eliminando os focos do mosquito Aedes Aegypti. A maioria absoluta dos focos são encontrados em residências, o que prova que a limpeza contínua e o cuidado da população por si só pode contribuir, quase que totalmente, para a eliminação da dengue no Paraná.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui