Foto Giuliano RPC

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva foi solto no final da tarde desta sexta-feira. Ele deixou a sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba depois de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão em segunda instância. A decisão ocorreu imediatamente após o STF ter votado contrário a prisão em segunda instância.

Seu alvará de soltura de Lula foi expedido às 16h21, e desde aquele momento petistas esperavam na saída do prédio da PF em Curitiba.

Os advogados de Lula protocolaram o pedido de liberdade do ex-presidente na manhã desta sexta-feira(8).

No documento a defesa do ex-presidente usou como argumento para soltura a decisão do STF, que considerou inválida a execução provisória da pena em segunda instância, tomada nesta quinta-feira (8).

Cristiano Zanin, advogado de Lula disse que, além do pedido de soltura imediata, a defesa continuará com o habeas corpus para anular o processo contra o ex-presidente.

Segundo Zanin, na manhã de hoje (8), o ex-presidente “Estava muito sereno, mas também a decisão da Suprema Corte deu a ele uma luz de esperança de que possa haver justiça no caso”.

Lula deixa a sede da Polícia Federal – Imagem RICMAIS

Petistas se aglomeraram em frente a sede da PF em Curitiba desde as primeiras horas da manhã de hoje, esperando pelo momento em que Lula deixaria a prisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui