Imagem: Hospital de Olhos

Essa doença acontece porque a parte branca dos olhos, que é revestida por uma membrana transparente chamada conjuntiva, pode inflamar e assim causar a conjuntivite. Além disso, a conjuntivite também pode ocorrer com a inflamação do interior das pálpebras.

Uma das causas mais comum da doença é o pólen espalhado no ar, sendo classificada como conjuntivite primaveril, ou febre do feno. A conjuntivite também pode ser causada por reações alérgicas a fumaça, cloro de piscinas, produtos de limpeza ou de maquiagem, poluição e etc.

Ela também ser desenvolvida por vírus ou bactérias. Nestes casos ela é contagiosa e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com a secreção ou com objetos pessoais contaminados.

Essa doença acontece porque a parte branca dos olhos pode inflamar e assim causar a conjuntivite – Imagem: Ministério da Saúde

Os principais sintomas são:

• Inflamação em um ou nos dos olhos
• Olhos vermelhos e lacrimejantes
• Pálpebras inchadas
• Sensação de areia ou de ciscos nos olhos
• Secreção com pus (conjuntivite bacteriana)
• Secreção esbranquiçada (conjuntivite viral)
• Coceira nos olhos
• Dor ao olhar para a luz
• Visão borrada
• Pálpebras grudadas ao acordar

O tratamento da conjuntivite é feito depois de ser identificado o que causou a doença. Os cuidados especiais com a higiene ajudam a controlar o contágio e a evolução da inflamação.
No caso da conjuntivite bacteriana o tratamento inclui a indicação de colírios antibióticos, que devem ser prescritos por um médico, pois alguns colírios são altamente contra-indicados, porque podem provocar sérias complicações e o quadro pode ficar mais grave.
Já para a conjuntivite viral não existem medicamentos específicos. Qualquer que seja o caso é muito importante lavar os olhos e fazer compressas com água gelada, que primeiro deve ser filtrada e fervida, ou com soro fisiológico.

Para a se prevenir:

• Evite espaços pequeno com muitas pessoas, piscinas de academias ou clubes
• Lave com frequência o rosto e as mãos
• Não coce os olhos
• Use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos, ou lave todos os dias as toalhas de tecido
• Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza
• Não se automedique
• E caso estiver com conjuntivite, troque as fronhas dos travesseiros diariamente

(Com informação do Blog da Saúde do Ministério da Saúde)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui