Imagem: pixabay

Por volta das 10h28 deste domingo (3), uma mulher acionou a Polícia Militar dando conta de que estaria sofrendo violência doméstica.

Segundo a vítima o autor, seu ex-marido, estaria em sua casa agredindo-a e quebrando os vidros do seu veículo.

Uma equipe policial foi deslocada até o endereço, na Rua Palmas, no Jardim das Flores, porém, antes da chegada da polícia o autor teria se evadido do local.

A mulher contou que teria uma medida protetiva contra o indivíduo.

Após o registro do boletim da ocorrência os policiais saíram do local e pouco mais de duas horas após o ocorrido, foi novamente acionada pela vítima que relatou que o ex-marido retornara ao local e estaria rondando a casa.

Imediatamente a equipe se deslocou até o endereço e com as características dada pela mulher passaram a patrulhar a área em busca do agressor.

Na esquina da Rua Palma com a Colonial avistaram um indivíduo com as mesmas características e o abordaram, perguntando o seu nome.

O homem estava em uma motocicleta Honda/CG 150 Vermelha e ao ser chamado para uma conversa com os policiais empreendeu fuga arremessando a motocicleta contra a equipe policial.

Iniciou-se uma perseguição ao indivíduo que fugiu por diversas ruas do Jardim das Flores e bairros adjacentes. Mesmo com a ordem para que parasse este continuou em fuga. O motociclista cometeu diversas imprudências no trânsito durante a perseguição policial, furando preferenciais e colocando em risco a vida de pedestres e outros veículos.

Chegando à Rua Avaré este abandonou a moto e empreendeu fuga à pé adentrando em uma residência que posteriormente foi identificada como a casa do seu irmão.

Os policiais conseguiram alcançá-lo mas teve problemas com o irmão do agressor que tentava impedir a ação da polícia. Este foi orientado para que não interferisse, porém, continuou a avançar contra os policiais e a desferir socos na equipe.

Outras equipes foram chamadas para o reforço policial na área e com a chegada delas o rapaz adentrou no imóvel onde foi dada a voz de prisão a ele e ao seu irmão suspeito das agressões proferidas contra a denunciante.

Ambos foram encaminhados para a 17ª SDP – Delegacia de Polícia Civil de Apucarana para as devidas providências.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui